featured_rebels206

Holocast Rebels: Wings of the Master

RebelsS02e06_640x480_Deck

DM Rafael, Carol, Metalgeisha e Beto Chopper aterrizam em Shantipole para pilotar os comentários do episódio Wings of the Master da série Star Wars Rebels.

Recomendações:
Sobre desabrigados de Mariana
al-Qaeda Rebelde
Holocast do Dia das Mulheres
Acesse o Jedicenter
Acesse o Universo Star Wars

Fale conosco!
Acesse a Terceira Terra
holocast@terceiraterra.com
@holocastsw
Facebook do Holocast

Dúvidas de Star Wars:
http://ask.fm/holocast

Todos os efeitos sonoros de Star Wars foram feitos a partir do Star Wars Soundboard e com colaboração do Universo Star Wars.

Dê uma olhada nestes ótimos produtos disponíveis na Amazon brasileira!

  • Diogo Rocha (Capt Rocdi)

    Krataa e Irluuk é o nome falso que o Sidious usou para apresentar ele mesmo e o vader numa cena do Lords of The Sith. Que significa Death e Fate na lingua Sith. =]

    Leiam o Dark Disciple, pra mim é o livro canon com maior carga emocional até agora. Vcs vao saber o que aconteceu com a Ventress, e se ela pode ou nao aparecer na Rebels. 😉

    Falando do Wings of the Master, foi um excelente episodio mesmo eu ja sabendo que seria do episodio da B-Wing. Um raro episodio isolado que foi interessante do começo ao fim. Gostei demais da cena da Hera explicando o amor dela em voar. Apaixonante. Com ela falando daquele jeito o tiozinho mon cala nao resistiu, teve que dar a nave pra musa do holocast hahahaha E o que mais me surpreendeu foi esse tiro “death star” da B-Wing, no Legends ela sempre teve essa habilidade?

    E no fim, achei interessante a Hera virar lider do Phoenix squadron. Com isso, ela nao deveria virar piloto de A-Wing e deixar a Ghost?

    Elogios ao episodio a parte, essa tatica de bater de frente com o bloqueio é muito bizarra. A primeira coisa que pensei foi igual ao Beto falou: por que diabos eles nao deram a volta no planeta? entra por baixo, por cima, pelo lado oposto do bloqueio. Achei meio nada a ver isso. Seria uma boa pergunta pra mandar pro Hidalgo no rebels recon.

    • Raquel Souza

      Minha dúvida mesmo é de como eles saíram do planeta, se ao entrar a nave cai como que sai?

      • Claudio Henrique

        È que nessa hora o mestre miguelou e não descreveu a cena.

      • Não se esqueça que a Phantom foi atingida por um raio quando estava chegando.

      • Diogo Rocha (Capt Rocdi)

        Boa pergunta, pra entrar foi bem complicado, em teoria pra sair seria o mesmo problema. Vai ver o Quarrie conhecia um caminho menos problematico para deixar o planeta.

    • Sobre a Hera líder de esquadrão, acho que até faria sentido ela pilotar um A-Wing, mas não creio.

      Me parece mais que ela seria a líder de esquadra mas comandando mais como uma capitã, liderando enquanto pilota a Ghost.

      • Diogo Rocha (Capt Rocdi)

        Acredito que vc esta certo nisso, mas acharia bem interessante se a tripulaçao da Ghost fosse aos poucos sendo realocada para outras seçoes da rebeliao.

        • Ainda assim, repare que ela não está mais usando o óculos tradicional, dando espaço para encaixar o capacete de piloto de A-Wing/B-Wing.

          • Diogo Rocha (Capt Rocdi)

            Reparei no Blood Sisters. Agora ela tem dois empregos hehehe E ficou mais bonita sem os headphones

          • A Hera é bonita até de cabeça pra baixo.

          • Diogo Rocha (Capt Rocdi)

            Em especial de cabeça pra baixo, com os lekkus tomando conta da cena!

          • Diogo Rocha (Capt Rocdi)

            ..

  • Raquel Souza

    Olá a todos, tudo bem? Aqui é a Raquel de novo, eu falei que ia voltar, assistir Rebels agora se tornou uma experiência muito mais prazerosa, porque se não bastasse o episódio em seguida eu corro pra ouvir os comentários de vocês. O que se pode falar sobre esse episódio? Foi um episódio da Hera, nossa o quanto eu esperei por isso, foi muito legal a gente ter um pouco do passado dela explorado, eu vi gente criticando dizendo que foi pouco, que sentiu falta de um flashback e que isso de alguma forma mostraria mais. O que eu posso falar pra essas pessoas é que Rebels têm muito do espírito da trilogia clássica, onde nós temos poucas informações dos personagens, tudo o que nós sabemos deles geralmente vêm da boca do próprio indivíduo, sem flashbacks. Eu particularmente gosto mais assim, eu simplesmente adoro quando um personagem consegue ser desenvolvido sem ser necessário debulhar os por menores de seu passado, é que nem uma frase que minha avó me falava, “olha minha filha, o mistério é como um tempero que realça o sabor do charme”. Eu gostei muito do episódio, adorei as cenas da B-Wing. Ah quase me esqueço, gostei muito também do Kallos, principalmente daquela cena perto do final que ele faz beiçinho. Um GRANDE abraço em todos vocês.

    • Concordo plenamente quando ao que se refere a flashbacks e a forma de contar o passado. Não acho que seja necessário mostrar o passado, mas ainda anseio que falem mais do seu passado, citem o pai e talvez, até um reencontro com familiares (e digo familiares porque duvido que o Cham ainda esteja vivo).

      • Diogo Rocha (Capt Rocdi)

        Provavelmente se ele ainda estivesse vivo ja teria sido mencionado pelo menos. Mas sem duvida esse reencontro com o Rex no meio seria bem interessante.

  • Claudio Henrique

    Que episódio. Bom, antes de entrar nos méritos desse episódio eu preciso explanar umas coisas, como fâ de Star Wars consumi muito dos materiais do universo expandido, lá eu encontrei muitas histórias ruins, algumas idéias interessantes que poderiam ser mais bem trabalhadas e ocasionalmente alguma coisa boa. O meu problema com essas histórias paralelas é que muito vezes elas tentavam emular as personalidades da trilogia clássica, é fácil de se encontrar diversos Darth Vader, uns dois ou três Han Solo genéricos entre outros. Isso sempre foi algo pobre pra mim, essa galáxia muito, muito distante é um cenário riquíssimo onde você pode criar diversos tipos de personagens diferentes. E assim chegamos nesse episódio da Hera (ah Hera, que Twi’lek!) onde nós tivemos um aprofundamento mesmo que de leve no passado dessa personagem tão amada. Eu sou apaixonado pela Hera, ela é uma personagem incrível altamente carismática que desempenha um papel importantíssimo no grupo, e o mais importante, pelo menos pra mim, tudo isso sem precisar ser uma cópia de ninguém. Olha, a Léia é outra paixão minha e nunca vai perder seu lugar no meu coração, então eu sou obrigado a dizer que a Hera é a maior personagem feminina de Star Wars fora dos filmes, ela é demais, e pra esse episódio ter ficado melhor só se o droide lá o BeeGee cantasse More Than a Woman To Me. Bem depois dessa declaração só me resta agradecer pelo podcast que mais uma vez foi excelente, tô aqui só no aguardo do episódio da Sabine (ah elas são tantas, ai meu corassaum) e volto na próxima semana nesse mesmo horário e nesse mesmo canal pra comentar mais, um abraço.

    PS: Consegui trazer a Raquel pros comentários UHU! Tô me sentindo que nem naquele meme do Pequenas conquistas, grandes comemorações. VLW FLW!

    • É muito legal viver essa mudança, com várias personagens femininas fortes. E espero de coração que a Rey apenas reforce essa tendência!

      • Caique

        E ainda teremos a Felicity no Rogue One. Que época de se viver cara.

        • Hera e Felicy! Será que meu coração Fanboy rebelde aguenta?

  • Vicente Pinto

    Excelente este episódio de Holocast RBD, apesar de ser mais um sem hutts (falo do nosso querido Cepa Ferir).

    Sobre o Rebels, esse episódio foi bem divertido e ‘impolganti’, mas o retcon da B-Wing ainda está meio estranho. Tomara que eles tentem resolver isso durante o seriado, pra não deixar ponta solta pras respostas que não existem nos filmes. Aquele raio OP da Estrela da Morte naquela nave foi too much pra mim.

    Achei bem estranho a forma que o Kanan voluntariou a Hera para a missão, não me colou muito bem, mas como tem pouco tempo de tela, whatever. Ainda sobre a diva suprema, também senti falta de uma aprofundada um pouco maior no passado da Hera, mas acho que isso seria bem legal de se tratar em um livro (Ainda vou comprar um boneco dela).

    Sobre a Ventress, pra saber o que aconteceu com ela, leiam o livro Dark Disciple.

    PS: No Holocast RBD anterior, se não me engano o Diego falou que eu não tenho coração por que jogo GURPS (Mas fiquei pensando que ele estava falando sobre o B3-T0). Se foi para mim, apenas pergunto: Como não vou ter coração por jogar GURPS se eu nunca joguei isso? hehehehe

    PS2: Comprei agora a pouco o Marcas da Guerra através do link de vocês <3

    Todos salvem Santo Skippy.

    • São Skippy agradece a contribuição!!

      Sobre o B-Wing, vamos ver o que como vai ficar. Eu achei legal e tal, mas ele ficou muito forte em comparação aos outros caças, e não apenas poder de fogo mas também na agilidade. O B-Wing era geralmente um caça mais pesado.

  • Lucas Filipe (Lightkiller)

    Esse episódio foi excelente e mais uma vez mostra a Hera sendo a personagem fantástica que ela é.

    A primeira coisa que quero comentar é a trilha sonora, nesse episódio ela está espetacular. Quando a Hera pilota pela primeira vez o B-Wing, a música é fantástica. Kevin Kiner está de parabéns.

    Concordo com o Capt. Rocdi e Beto que bater de frente com um bloqueio daqueles é um pouco forçado. Outro ponto que está me chamando a atenção é que o maior inimigo dos rebeldes é o hyperdrive, ou ele está quebrado ou ele não existe.

    Por mais que meu coração esteja com a Rebelião, é muito triste ver o Agente Kallus sendo derrotado todas as vezes. Ele é um cara muito “legal” para sofrer tanto.

    • O bom é que ele sempre tem derrotas justificáveis e algumas pequenas vitórias.

      Quanto ao hyperdrive, o lance é aquele: é o plot device mais simples de usar.

  • Ramon Guilherme

    Bom eu acho que essa variação de protótipo da B-Wing é realmente algo que vai ser modificado quando for posta para fabricação em larga escala, ou vão ter que imitar a Battlestar Galáctica com seus Vipers e Raptors, sempre lançando eles ao combate e recolhendo aos hangares o mais rápido o possível para o hyperspace jump e isso não é muito viável para a situação atual da Rebelião. Mas eu acho mesmo que essa B-wing lindona apelativa e vermelha vai para algum Drive Yard oculto na galáxia e creio que vai voltar para a Hera em algum momento, a final acho que também ela conseguiu a simpatia do nosso amigo engenheiro baixinho gordinho Mon Calamari.
    Impressionante o poder de fogo de três arquitens class light cruiser imperiais e ainda na ativa desde a época da velha republica e ainda mais impressionante a estratégia do HOMEN MODELO DE CIDADÃO DO IMPÉRIO Commander Kallus que (Leia essa parte com a voz do compadre Washington) inocentemente sabendo de nada , acabou perdendo um cruzador para a ultimate do caça op de Hera. Esse foi o melhor episódio de Rebels até agora na minha opinião e esse é de longe o melhor podcast ainda mais informando o pessoal ouvinte a como ajudar as pessoas residentes de Mariana e arredores, tive que sair de minhas férias que estava curtindo e ir lá ajudar junto da força aérea que estou servindo, realmente o pessoal de lá está realmente precisando de ajuda.

    • Impressionante, Ramon! Torço que sua presença ajude a fazer a diferença para o pessoal de lá! É sempre bom ver o serviço e ato de dedicação dos militares nesses momentos de crise!

      • Ramon Guilherme

        FAB transportou 30 mil litros de água mineral para os moradores de Governador Valadares (MG), É perdi metade das férias mas valeu a pena, agora vou voltar para as minhas férias.