Holocast Rebels: Wolves and a Door & A World Between Worlds

Beto Chopper, Twilek Pepe e Metalgeisha se reúnem no mundo entre os mundos, descobrem qual é a última lição jedi e aceitam que é o destino não puxar o DM Rafael para participar da discussão dos episódios Wolves and a Door e A World Between Worlds da série Star Wars Rebels.

[0:00:00] Apresentação
[0:01:42] Holocast Recon
[0:25:46] Wolves and a Door
[1:02:47] A World Between Worlds

Recomendações:
Ganhe um audiolivro de graça e 30 dias para testar o Audible
Acesse o Jedicenter

Fale conosco!
Acesse a Terceira Terra
Acesse o Holotumbler
holocast@terceiraterra.com
@holocastsw
Facebook do Holocast
YouTube do Holocast

Dúvidas de Star Wars:
http://ask.fm/holocast

Todos os efeitos sonoros de Star Wars foram feitos a partir do Star Wars Soundboard.

Dê uma olhada nestes ótimos produtos disponíveis na Amazon brasileira!

  • Raquel Souza

    Olá amiguinhos, demorei mas voltei. Minha vida está tão atribulada que fiquei esses últimos meses sem ter tempo de ver Rebels, foi muito triste, mas agora que está tudo acabando me obriguei a conseguir um tempo livre pra maratonar essa temporada e me atualizar com todos os feels possíveis.
    Gente que série é essa? Eles nos entregam alguns do momentos mais lindos da saga com o Kanan e a Hera finalmente se aceitando como o casal que eles nasceram pra ser pra que logo na sequência possam tirar o Kanan da gente, o que já era algo esperado sim mas ainda assim bem chocante. E o que falar desse fechamento pra Lothal mega emocionante? Eu sinceramente não sei se estou preparada pra esses episódios finais.
    Pra finalizar gostaria de falar que a cena do Ezra revendo a morte do Kanan me fez chorar de novo, e pensando no episódio eu idealizei que aquilo podia muito bem ser na verdade um truque do Imperador pra atrair o menino Ezra. Ou seja me fazendo reviver esse momento tão lindo e ao mesmo tempo triste o Filoni conseguiu me fazer odiar o velho maldito mais ainda.
    Bom gente acho que é isso, não tenho nada de interessante pra acrescentar nesse comentário mas gostaria que vocês soubessem que continuo ouvindo vocês, eu acabei pulando os Holocasts de Rebels porque não tava vendo os episódios mas adorei os Cargo Hold.
    É isso até o próximo programa onde essa jornada se encerra e que os Feels estejam conosco sempre, beijos!

  • Layon Rodrigues

    Única coisa que me doeu foi essa ‘volta no tempo roteiro ex Machina’… Mas Sabine me representa, como designer e criador, adorei como ela lidou com o ‘intelectualzinho de biblioteca’ 😀
    E antes que esqueça, obrigado por terem lido o ultimo comment. Acompanho vcs faz MUITO tempo e nunca fui de comentar… saudades das mesas de RPG de vcs… ah… quando precisarem de um caster suporte pra algum programa, estou a disposição 😉

  • Layon Rodrigues

    EXTRA: prestem atenção que a ‘capacetada’ fica com uma marca de sangue que aparece depois em algumas cenas na parte de trás do capacete que o Erza está usando 😉

  • Marcelo Eduardo

    To aqui de novo, Beto. Rá!

    “Por que o Filoni não dirige um filme do Star Wars?”

    PORQUE ELE FAZ A AHSOKA DAR A MAIOR LIÇÃO NO EZRA SOBRE “LET IT GO!” MAS O PUTO NÃO CONSEGUE E UM FILME DA AHSOKA NÃO TA NOS PLANOS!

    Até o proximo programa!

    PS: Bingo Rebels: eles invadem uma instalação imperial disfarçados de Scout trooper

  • Danilo Almeida

    Estou postando esse comentário antes de ouvir o podcast então me desculpem se vocês já falaram a respeito(Acredito que minha teoria é um pouco óbvia), mas enfim. Depois de ter visto esses dois episódios, visto que o Filone falou sobre o futuro da Ahsoka ser incerto e pensado bastante a respeito, acabei criando uma teoria a respeito da personagem. Acredito que ela irá sobreviver durante todo o período da Guerra Civil Galáctica e após, durante os anos que se estendem entre o episódio 6 e 7.Vocês não acham suspeito o Luke dizer que os Jedi terem que acabar, dizer que eles estavam errados, cegos, ignorantes?? Quem foi a pessoa que comprovou isso de perto e viveu pra contar a história?? Luke ao final do EP 6 e um pouco depois no UE se vê completamente como um Jedi. Não é estranho essa radical mudança de opinião?? Sei que a perda de sua nova ordem e do Ben o afetaram muito, mas isso não iria trazer uma clarividência sobre quem eram os Jedi e as merdas que eles fizeram. A Ahsoka explicaria perfeitamente o porquê de o Luke ter mudado sua opinião. E seria muito lindo ver a Ahsoka contando ao Luke sobre seu antigo mestre, e pai de Luke, sobre como ele era e tudo mais. E pra concluir o destino da amada do Filone, ela poderia muito bem morrer se sacrificando para salvar o Luke do Snoke e do Kylo em alguma situação crítica como escapar pra salvar um artefato importante, Não sei. Isso explicaria as cicatrizes do Snoke. Ou ela morreria pelas mãos de qualquer um dos dois. Mas enfim, me desculpem pelo texto pequeno. Tudo de bom pra vocês.

    • Katia Barga

      Hum, Se vc já viu o último capítulo de Rebels, talvez veja ainda mais sentido na sua teoria…

      • Danilo Almeida

        Vi sim, e estou ficando maluco aqui!! hauehaua

  • Eugênio Paiva Filho

    Esse episódio foi, pra mim, o mais arriscado de dar muito errado em toda a franquia rebels. Introduzir o conceito de viagem espaço tempo no universo de Star Wars, com o único intuito de accelerate o plot e trazer logo a Asoka de volta (let her go Filone), foi no minimo irresponsável. Isso abriu uma porta pra soluções faceis como essa, ao estilo DC e Marvel, serem usadas em outros lançamentos da franquia.
    Obs: Chopper > qualquer outro Droid.
    Obs²: Palpatine bruxão tava sinistro.

  • Caique

    Hey holofriends como estão? Que sequência de episódios incríveis esse sprint final de Rebels está nos entregando. Eu não via uma consistência tão grande assim desde a primeira temporada, e isso é excelente pois joga a expectativa pro fim da série lá na estratosfera.
    Eu gostaria de focar essa parede especificamente no Mundo Entre Os Mundos. Já vou dizer que eu me amarrei no conceito.
    Eu gostei demais de o episódio ter pego o que o Obi-Wan fala de que a Força é um campo de energia que no cerca e penetra e mantém a galáxia unida e usar isso atrelado ao fato do templo ter os portais que abrem em diferentes locais pra nos dizer que todos nós fazemos parte de um mesmo todo independente de onde estamos no tempo e espaço.
    Quanto ao que foi feito com a Axoka eu devo dizer que apesar de achar ela badass pra caramba em Rebels com todo aquele lance de “I’m no Jedi” sempre achei ela bem apagada na série. Ela voltou pra viver um apenas um momento que foi o confronto com o Vader e o Filoni não quis que esse momento fosse o último da personagem. Ainda não vi os 3 episódios finais mas acredito que ele traga a de volta se não pra participar da porradaria final pelo menos pra dar as caras em uma cena pós créditos ou algo do gênero.
    Bom vou terminar por aqui porque meu chip especulativo tá contido pra tentar manter minha expectativa baixa pro series finale, um grande abraço a todos e até a próxima.

  • Charles de Freitas

    Para começo de conversa: Benito di Paula é compositor de “Eh! Meu amigo Charlie / Eh! Meu amigo / Charlie Brown, Charlie Brown” e “Menina, que um dia conheci criança/Me aparece assim, de repente, Linda, virou mulher” (sim, aquela que o Netinho regravou)

    Gente! Eu achei esses episodiozao uma lindeza! Gosto dessa sutileza com que a série veio tratando a Força e está chegando o final! Já estou com saudades! Quando eu vi a pedra de Jo-Ken-Po nos episódios anteriores, pensei o quão equilibrado é esse jogo, uma vez que os três símbolos são complementares, nenhum deles é superior, até faz algum sentido que coisas semelhantes apareçam associados à Força.

    Quanto aos episódios em si, fiquei feliz da forma como trataram a perda do Kanan, não foi como se bastasse um episódio para superar o trauma, nem sair pra trabalhar. A Hera ainda duvidar e a aparição, ou pelo menos a sensação da presença dele dando forças e segurança me emocionou. A conversa da Sabine com o Minister Hydan me fez lembrar das minhas aulas na Letras e quando o cara solta um “não sou artista, sou crítico”, eu soltei aquele riso alto que só quem passou pela faculdade que trata de artes é capaz de dar. Quanto ao Ezra, também fiquem falando “vai logo menino, vão te pegar e tu não vai entrar”. O episódio seguinte com todas aquelas vozes foi tenso, quando escutei a voz da nossa Carrie Fisher, doeu. Agora, ouvir a voz do Palpatine arrepiou todos os pelos do corpo e só me fez pensar um “ai, cara@#$”! E ver o Ezra correndo pra salvar o Kanan deve ter feito todo mundo pensar “não, não, não” e imaginem o paradoxo temporal que isso causaria? Salva a Axoka (o nome dela oficial agora esse, quem sou eu para contrariar o Palpatine?) não é exatamente um paradoxo, uma vez que ninguém ali viu a morte dela oficialmente e nem impactaria o futuro de maneira devastadora, Doctor Who curtiu.

    E para finalizar, minha musa é a Tiya Sircar! Hoje termina, né? Vou sentir falta desse podcast sobre Rebels! Zueira! Outra curiosidade, existe uma música chamada Wolves and Doors da banda Finger Eleven, vale a pena? Não sei.

  • Iago mendes leite

    olá pessoal do podcast
    aqui é o aprendiz de bendu e piloto de y-wing, iago mendes

    comentário único:
    para min ficou claro que o Ezra é o verdadeiro fã Canon em star wars, ainda mais com essa plot de poder visitar qualquer tempo e espaço na história…sorte nossa que o imperador salvou a história de qualquer furo(por enquanto) rs.

    até o próximo episódio,
    abraços

  • Katia Barga

    Esses últimos episódios de Rebels estão demais!
    Mas uma coisa eu não entendi, porque o Ezra ouve um monte de vozes, tem até a Jyn, Rey, além de vários mestres jedi, mas não tem nenhuma fala do Luke. Por que isso já que ele tem um papel crucial na saga? Já revi , vi análises, mas pelo que vi não tem mesmo.

    • Danilo Almeida

      Pela resposta do próprio Filoni, foi para mostrar que tudo está conectado e se passa no mesmo universo. Mas ainda não temos um resposta definitiva dentro no universo do porquê das vozes. Também me questionei a respeito dela, mas acredito que as vozes estavam lá, pois o Ezra tinha uma conexão com os autores dessas falas, direta ou indiretamente.

  • Pedro Obliziner

    Estou mais ausente nessa temporada que o Fernando, mas ouvi “correndo” pra conseguir finalmente comentar a tempo!

    Já falei isso antes, pra mim vocês são como catalisadores de experiências envolvendo Star Wars, principalmente com Rebels. Eu iria gostar da série sem o holocast, mas com certeza não seria a mesma coisa sem acompanhar semanalmente os comentários de vocês.
    Falando em Fernando, também fiquei muito feliz com o retorno dele.

    Para não ficar apenas em elogios:
    Algo de episódios passados (foram tantos juntos que já perdi a conta), mas que vocês acabaram tocando nesse ao comentar a coisa imperialista de ficar roubando arte e a associação com o nazismo. Aquela cena deles chegando na área de escavação do templo me soou muito como uma referência a Indiana Jones e a arca perdida, o que também aproxima nessas temáticas de imperialismo + roubo de arte + investigações místicas.

    Enfim, final excelente de uma série excelente. Agora é aguardar por algo novo e tão bom quanto. Um abraço para todos